Nosso Blog

Vidros: Os tipos mais usados

O vidro é muito usado em projetos de arquitetura, construções e na decoração e, devido à grande procura, é possível encontrar uma extensa gama de vidros para múltiplas finalidades. Hoje, para te ajudar, iremos mostrar quais são os tipos de vidros mais utilizados em projetos de arquitetura.

VIDRO COMUM OU FLOAT

O vidro comum ou float é a composição básica do vidro, antes de receber qualquer tipo de tratamento. Ele é feito de mistura sílica (areia), potássio, alumina, sódio, magnésio e cálcio. Quando a composição líquida do vidro seca, ela fica lisa e sem defeitos podendo ser transparente, esverdeado ou fumê.
Esse tipo de vidro é matéria-prima para a composição de espelhos e outros tipos de vidro. A maior vantagem é que acaba sendo o vidro mais para barato para o consumidor. A desvantagem é que ele não garante a segurança ao ser quebrado.

VIDROS DE SEGURANÇA

Quando o assunto é segurança, ou seja funções em que o vidro tem que ser mais resistente como para janelas, boxes, tampos de mesa e prateleiras utilizamos os vidros Temperado, Laminado ou Aramado.

1 – Temperado

O vidro temperado é fabricado a partir do vidro comum (float). O tratamento do vidro temperado é feito termicamente e uma vez feito, não poderá ser modificado. Os cortes ou detalhes devem ser feitos sempre antes da têmpera. O vidro temperado possui 5 vezes mais resistência que o vidro comum e, quando é quebrado, forma-se pequenos pedaços, reduzindo o risco de danos corporais ou materiais.

2 – Laminado

Esse vidro tem esse nome por ser formado de duas camadas de vidro e uma camada bem fina de película entre as duas. Essa camada é feita de resina ou PVB e tem como principal função impedir que cacos de vidro se espalhem, em caso de quebra pois os cacos ficam presos na película. A laminação também garante um melhor desempenho termo-acústico, pois a película age como uma espécie de isolante. É muito usado na arquitetura, em divisórias, portas, janelas, vitrines, guarda-corpos, fachadas e coberturas, e podem ter inúmeras cores, dependendo da combinação de cores da película e dos vidros usados na sua formação.

3 – Aramado

O vidro aramado é um impresso translúcido que possui uma rede metálica de malha quadriculada que segura o vidro em caso de quebra. no processo de fabricação, assim que o vidro vai para a estenderia (conjunto de rolos), o arame (malha de aço) é adicionado e o vidro é resfriado gradativamente. Esse tipo de vidro possui boa resistência ao fogo e o quadriculado metálico apresenta um efeito decorativo e, por essa razão é usado em móveis, coberturas, guarda-corpos, divisórias, etc.

VIDRO IMPRESSO

No Brasil o vidro impresso é conhecido também como “vidro fantasia” e produzido a partir do vidro float. Durante a fabricação, ele passa por dois rolos metálicos a 900ºC: um dos rolos é liso, enquanto que o outro possui desenhos ou texturas em relevo, marcando a superfície do vidro. Dependendo da textura recebida, o vidro ganha vários nomes, como mini-boreal, canelado, estriado, quadrato, entre outros.

VIDRO JATEADO

Jateamento é uma técnica que consiste em lançar areia, em alta velocidade, contra o vidro. Esse processo faz minúsculas lascas no vidro tornando-o fosco. Por ser fosco é muito usado para garantir privacidade nos ambientes.

VIDRO ACIDADO

O vidro acidado pode ser feito em diversas cores e também é levemente opaco. O vidro, em contato com ácidos é produzido artesanalmente ou manualmente. Na produção industrial, esses vidros, podem ganhar imagens ou então opacidade total sendo ou não coloridos. A vantagem em relação ao vidro jateado está nas cores e na facilidade de limpeza, pois não possuem a superfície porosa que absorvem sujeira e gordura.

VIDRO CRAQUELADO

O vidro craquelado é composto de duas lâminas externas de vidro comum e uma lâmina interna de vidro temperado. No processo, o vidro interno é quebrado (craquelado) e os fragmentos ficam aderidos à película plástica e embutidos nas lâminas externas. O visual final é bem diferenciado e muito procurado na decoração.

VIDRO SERIGRAFADO

Serigrafar o vidro consiste em aplicar um esmalte cerâmico no vidro. Depois o vidro passa pelo processo de têmpera e a cor é fixada no vidro. Qualquer corte ou moldagem deve ser realizada antes de ser serigrafado. A transparência do vidro serigrafado, dependendo das cores e desenhos aplicados, variam de 0% a 100% e bloqueiam a ação dos raios solares, tornando esse vidro uma opção para sombreamento em fachadas e coberturas.

 

admlakigVidros: Os tipos mais usados